CatecumenatoSacramentos

Introdução aos Sacramentos

0
Compartilhe nossos posts em suas redes

 

Por amor Deus criou o homem e a mulher à sua imagem e semelhança. (Gn 2, 18).  Pelo pecado o homem se afastou de Deus, fonte de toda Graça, de todo bem. O homem rompe a amizade com Deus, perde a Graça Divina, perde a “imagem e semelhança de Deus”. O homem, interiormente, ficou todo desordenado, em completa desordem espiritual. Sentimentos desordenados. As vontades da carne se tornaram mais fortes que as vontades do espírito (concupiscência da carne).

 

Mas Deus não nos abandonou. Em Seu infinito amor e misericórdia, Deus vem em nosso socorro, em socorro de nossa fraqueza, de nossa fragilidade, vem nos reordenar, por em ordem novamente. Jesus instituiu os Sacramentos, dando ordem e poder aos Apóstolos (Igreja nascente) para, em nome d’Ele fazer discípulos e batizar. Por meio dos Sacramentos Deus nos restitui a amizade com Ele, nos devolve a vida divina que foi perdida pelo pecado original. Esse auxílio, essa força divina é chamada GRAÇA. É dada pela Igreja através dos Sacramentos. Nós chamamos de “Graça Sacramental”. É própria de cada Sacramento. São dons especiais que Deus derrama na alma em cada Sacramento. Os Sacramentos então são os meios que Deus nos dá para podermos caminhar na amizade com Ele. 

 

Sacramento: É um sinal sensível e eficaz da Graça de Deus, instituído por Jesus Cristo, para santificação das almas, confiados a igreja de Cristo. Sinal – é uma coisa que representa outra. (ex: Bandeira do país). Sinal do Cristão é o Sinal da Cruz – de pertencer a Deus. Sensível – por meio de coisas sensíveis aos nossos sentidos (água, óleo, sinal da cruz, fala do ministro) transmite à pessoa que recebe, coisas espirituais invisíveis (Graças). Eficaz – produz realmente o efeito que é para produzir. Os Sacramentos realizam a sua missão, realizam a finalidade para a qual foram destinados à santificação das almas,  porque nele (Sacramento) age o próprio Cristo, que é Santo, Santíssimo.

 

Jesus Cristo é o sacramento primordial de Deus, Jesus Cristo é o próprio Sacramento, é o sacramento por excelência – deu a vida por nós. É o sinal visível de Deus no meio de nós. Obediente à vontade do Pai, amou até o fim, até às últimas consequências do ato de amar, deu a vida por nós.

 

A Igreja é o Sacramento de Cristo, antes de voltar para junto do Pai, encarregou os Apóstolos de continuarem sua missão: “Toda a autoridade foi dada a mim no céu e sobre a terra. Portanto, vão e façam com que todos os povos se tornem meus discípulos…..Eis que eu estarei com vocês todos os dias, até o fim dos tempos” (Mt 28, 18-20). A Igreja é, SINAL da presença de Cristo no meio dos homens. Pertencer à Igreja é pertencer a Cristo. Jesus está presente na Igreja através dos Sacramentos. Os Sacramentos são o próprio Deus presente neles, nos Sacramentos. Ex:   A hóstia consagrada é o próprio Cristo. Os frutos dos Sacramentos dependem do esforço de conversão da pessoa; das suas disposições interiores.

 

Quantos  e Quais são os Sacramentos ?

1-   Batismo,  

2– Crisma,  

3– Eucaristia,  

4– Confissão,  

5– Matrimônio,

6– Ordem,  

7– Unção dos enfermos

 

Os 3 primeiros :  Batismo, Crisma e  Eucaristia são os Sacramentos de iniciação Cristã.

 

O Batismo ( Lc 3, 15-17) (Jo 3, 1-5) (Mc 16,16) É o primeiro dos sacramentos, porta de entrada da Igreja. Inicia a nossa Vida Nova  em Cristo.

A Crisma  (At. 19, 1-7) Marca a maturidade da fé e torna pessoal o compromisso batismal. Deus Confirma e consolida a Graça batismal em nós. Confere a efusão do Espirito Santo, ou seja  – A Expansão do Espirito Santo na forma de dons de santificação, e seus frutos como consequência.

A Eucaristia (Jo 6, 47-48) União íntima com Jesus Cristo, É alimento da alma Conserva, Aumenta e Renova a vida da Graça recebida no Batismo. 

A Penitência (Jo 20, 12-23)  (= Confissão, Reconciliação) Restitui ou aumenta a amizade com Deus. É um dos Sacramentos de cura, da alma e do corpo. É o único tribunal onde a pessoa confessa que é culpado e é absolvido, sai livre e leve. Confio tanto no amor de Deus, na sua reconciliação comigo, que vou confiante em busca de receber esse Seu abraço.

A Ordem.  Dá poder e a Graça para o ministério sacerdotal. Continua a obra redentora de Jesus Cristo entre nós, confiada aos Apóstolos, Celebra O Santo sacrifício Eucarístico, perdoa os pecados, proclama a palavra de Deus, ….. Na pessoa de Cristo

A Unção dos Enfermos.  Fortalece o doente no corpo e na Alma. Só o sacerdote ministra, É o próprio Cristo que se encontra com o enfermo trazendo conforto e alívio e até cura.

O Matrimônio. Santifica os esposos para a vida em família. Esposo e esposa são os ministros do seu matrimônio. Esposo e esposa são agraciados com todas as Graças que necessitam para “aguentar” um ao outro, até que a morte os separe. “Aguentar” = escorar qdo o outro estiver caindo.

 

Graças do Batismo

1- Apaga a marca do pecado original. Herança espiritual do pecado de Adão e Eva. Semelhante a herança genética dos pais.

2- Imprime na alma  caráter divino. – selo de pertencer a Deus, -marca espiritual que nunca se apaga nem após a morte.

3 – Infunde na alma preciosos dons: Fé, Esperança e Caridade. Fé – sobrenatural, confiar plenamente em Deus, submeter nossa inteligência às verdades de Deus proclamada e ensinada pela Igreja. Esperança – na misericórdia de Deus, mesmo caindo e levantando, esperança na vida eterna. Caridade = Amor doação. Sem querer nada em troca, só fazer o bem por fazer  ( 1 Cor 13, 4-7).

4- Recebemos o Espírito Santo (3ª Pessoa da Santíssima Trindade) – Força do Alto, Luz, – Aquele que nos revela as verdades de Deus – Aquele que nos santifica.

5- Deixamos de ser uma criatura de Deus, passamos a ser filhos adotivos de Deus, irmão de Jesus Cristo, com direito a herança da vida eterna.

6- Nos tornamos membros do Corpo de Cristo –  A Igreja. Somos incorporados á Igreja, participantes de sua missão, comunidade.

7-  Nos tornamos como Cristo , Sacerdote, Profeta e Rei. Sacerdote, – sou chamado a santificar a própria vida, interceder a Deus em favor de todos, consagrar o meu dia a dia a serviço de Deus. -Profeta, sou chamado a ouvir a Deus, na sua Santa Palavra, na meditação, na oração, anunciar o Evangelho aos irmãos, em qualquer lugar, denunciar tudo o que é contrário ao Reino de Deus, no indivíduo e no coletivo. -Rei, o rei dá a vida pelo bem do seu reino, pelo bem do seu povo, sou chamado e tenho o dever de servir ao próximo na caridade, dar a vida pelo meu semelhante.

RESPONDA

  • O que é Sacramento?
  • Por que dizemos que Cristo é o Sacramento do Pai?
  • Por que dizemos que a Igreja é Sacramento de Cristo?
  • Quais são os Sacramentos?

 

Sacramento do Batismo (com vídeo)

Previous article

Oração do Credo

Next article

You may also like

More in Catecumenato

Comments

Comments are closed.